Escola de Ciência Política


Contemplando raízes de futuro, com saudade!
Junho 5, 2007, 2:03 am
Filed under: Literatura
Nesses instantes em que o tempo pára, nada mais há para escutar que o silêncio, esse silêncio em que se cristaliza toda a eternidade plena de verdades, assim possíveis de contemplar tanto com a razão, como com o sentimento do coração apenas enternecido.

Não há luz que reflicta a cor catalogada pela memória, pois o poder do espírito contemplativo livra-se das impressões associadas a uma dimensão pensada, não forçosamente observada na pureza da imagem retida na grandiosidade da simples busca da verdade que a Natureza, assim, nos permite apreender.

“My poet-child, I want you to sing with Me:
I barter nothing with time and deeds.
My cosmic Play is done.
The One Transcendental I was.
The Many Universal I am.
I am the Soul-Flower of My Eternity.
I am the Heart-Fragrance of My Infinity.”
When our heart flies
Towards Heaven,
Time stands still.
It does not interfere.
By: Sri Chinmoy
Cada vez que damos, recebemos
Olha como tudo o que recebes
Vem da Vida que te escuta
Que observa os teus passos
Que um dia (saberás) hás-de seguir!
JRC
Advertisements

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: